#FILMES & SÉRIES

Um Dia -Todo mundo gosta mais da série do que do filme

Compartilhe nas suas redes sociais

Os entusiastas de Um Dia não hesitaram em proclamar que a mais recente produção da Netflix supera a versão cinematográfica, argumentando que a série é notavelmente e fiel à obra literária original.

Nessa nova adaptação, Ambika Mod, conhecida por seu papel em This Is Going To Hurt, e Leo Woodall, notável por seu desempenho em The White Lotus, assumem os papéis principais de Emma e Dexter, respectivamente. Essa dupla talentosa traz à vida o amado romance de David Nicholls, que narra a trajetória de dois amigos que se conhecem na universidade e acompanha o desenvolvimento de seu relacionamento ao longo de duas décadas.

Logo após o lançamento do programa, os fãs mergulharam de forma compulsiva nos 14 episódios da série, expressando unanimemente sua aprovação e considerando-a a melhor adaptação até o momento. A notável fidelidade ao livro foi um dos principais pontos destacados pelos admiradores, que elogiaram a atenção meticulosa aos detalhes da trama original.

 Além disso, a química entre Ambika Mod e Leo Woodall foi elogiada por muitos como um fator crucial para o sucesso da adaptação televisiva, capturando de maneira autêntica a complexidade das relações e a evolução dos personagens ao longo do tempo.

Com a empolgação dos fãs crescendo rapidamente nas redes sociais, a nova versão de Um Dia na Netflix parece ter conquistado o coração do público, consolidando-se como uma adaptação fiel e cativante, digna do apreço tanto dos admiradores do livro quanto dos espectadores em busca de uma narrativa envolvente e emocionante.

O quê, como e por quê?

Um Dia, publicado em 2009 e ambientado ao longo de 20 anos, narra a complexidade do relacionamento entre Emma e Dexter, centrando-se em um único dia, o 15 de julho, a partir de 1988, quando eles se encontram na Universidade de Edimburgo. Inicialmente adaptado para o cinema em 2011, o filme dirigido por Lone Scherfig, estrelado por Anne Hathaway e Jim Sturgess, conquistou um público significativo, mas agora, com seu lançamento como uma série de TV na Netflix, os fãs do livro acreditam que a versão em tela pequena finalmente faz justiça à obra original.

Nas redes sociais, especialmente na plataforma anteriormente conhecida como Twitter, os entusiastas expressaram entusiasmo pela adaptação televisiva. Um usuário escreveu: “Um dia vale 100% a pena assistir, mesmo que você não tenha lido o livro ou visto o filme. Eles foram realmente fiéis ao livro, e Ambika Mod e Leo Woodall fizeram um trabalho incrível. Acho que as pessoas mais críticas ficarão impressionadas com isso e com os episódios finais. Oh, Deus! #UmDia #UmDiaNetflix.”

Outro fã concordou, destacando a abordagem da série em relação ao espírito do romance de David Nicholls: “SWOON. Agradavelmente surpreso com a forma como esta série da Netflix de UM DIA se aproxima do espírito do romance de David Nicholls do que do filme enlameado de 2011. Leva seu tempo e permite que suas emoções respirem (e desfoquem). Ambika Mod e Leo Woodall são simplesmente maravilhosos! #umdianetflix #umdia.”

A resposta positiva dos fãs sugere que a série capturou com sucesso a essência emocional e a profundidade dos personagens presentes no livro, oferecendo uma experiência que vai além das limitações do formato cinematográfico. A química entre os protagonistas e a atenção aos detalhes do enredo foram especialmente elogiadas, solidificando a série como uma adaptação notável e envolvente de Um Dia.

A alegria dos fãs de Um Dia foi elevada a novos patamares ao testemunharem a recriação de uma cena amada e anteriormente omitida no filme. A cena em que Emma e Dexter caminham por um labirinto em um casamento, cortada na adaptação cinematográfica, ganhou vida no programa de TV, proporcionando um momento de deleite para os leitores ávidos.

Essa inclusão aparentemente pequena, mas significativa, ressoou fortemente entre os admiradores, demonstrando a dedicação dos criadores da série em preservar detalhes importantes da narrativa original. A cena do labirinto, muitas vezes considerada simbólica para o relacionamento intricado entre os personagens principais, tornou-se um ponto focal para os fãs que aplaudiram a fidelidade da produção à visão original de David Nicholls.

Nas redes sociais, os comentários entusiasmados proliferaram, com fãs expressando sua satisfação pela inclusão dessa cena e como ela contribuiu para a autenticidade da adaptação televisiva. Esse cuidado em trazer elementos significativos do livro para a tela pequena reforça a percepção de que a série está atentamente comprometida em honrar a essência e a riqueza emocional de Um Dia. Essa reação positiva sugere que a equipe por trás do programa não apenas respeita a obra original, mas também entende e valoriza a conexão emocional que os fãs têm com a história de Emma e Dexter.

O que mais aconteceu em Um Dia?

O lançamento da série Um Dia na Netflix trouxe consigo uma série de reações emocionais, principalmente entre aqueles que decidiram assistir a todos os episódios no primeiro dia, apenas para serem confrontados com uma reviravolta trágica. A morte de Emma em um acidente de carro deixou os espectadores devastados, resultando em uma onda de comentários nas redes sociais que refletem a intensidade das emoções vivenciadas durante essa experiência televisiva.

Um espectador, em tom de aviso, compartilhou: “Caras, não assistam Um Dia na Netflix se quiserem ter uma vida feliz (o programa causará danos emocionais irreparáveis) #UmDia.” Essa observação ressalta o impacto profundo da narrativa na psique emocional dos espectadores.

Outros expressaram a intensidade do seu envolvimento emocional, com um comentando: “Episódio 14; surpreso que eu pudesse até assistir, já que acabei de chorar do início ao fim. E quero dizer, o tipo de choro que o som sai da sua boca é tão triste #UmDia.” Essa reação visceral sugere a eficácia da série em evocar uma resposta emocional intensa.

Um toque de humor foi adicionado por um terceiro espectador: “A Netflix vai pagar por seus crimes!! Me fazendo acreditar no amor e depois arrancar meu coração. De qualquer forma, vá assistir #UmDia agora transmitindo na @Netflix e torne-se o desastre emocional que estou agora depois de terminar o último episódio.” Esse tipo de resposta humorística muitas vezes serve como uma maneira de lidar com a intensidade das emoções despertadas pela trama.

Alguns espectadores, antecipando a possibilidade de mudanças na história, expressaram suas preocupações sobre a repetição da trama do filme com Anne Hathaway. Um deles perguntou: “Alguém estraga isso para mim, por favor, porque se terminar da mesma forma que o filme de Anne Hathaway terminou, eu DEFINITIVAMENTE não estou assistindo. Eu não preciso desse trauma emocional novamente. #umdia #UmDiaNetflix.”

Essas reações mostram como Um Dia conseguiu cativar o público, não apenas pela fidelidade ao livro, mas também pela capacidade de provocar respostas emocionais profundas, desafiando expectativas e levando os espectadores a uma jornada emocional complexa. A série, ao criar um impacto tão forte, destaca-se como uma experiência marcante para os amantes de dramas emocionais.

Equipe: Bombou-Brasil

Fonte: Observatório do Cinema

**Atenção**
Caso, não concorde ou não queira, que o conteúdo da fonte seja replicado nesse site. Entre em contato com faleconosco@bomboubrasil.com e solicite a retirada – Sua solicitação será atendida em ate 48 horas úteis.


Compartilhe nas suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *