#FILMES & SÉRIES

O que foi a Conquista de Aegon e o que podemos ver na derivada de Game of Thrones

Compartilhe nas suas redes sociais

Game of Thrones pode ter terminado com uma nota amarga, mas a HBO ainda está no meio da produção de vários spin-offs, desde uma série sequência de Jon Snow (Kit Harington) até um show sobre Corlys Velaryon (Steve Toussaint) de A Casa do Dragão. Também em desenvolvimento inicial está um prelúdio sobre a conquista de Westeros por Aegon I Targaryen.

Além de sua existência, pouca informação sobre a série foi divulgada, exceto pelo envolvimento do roteirista Mattson Tomlin.

No entanto, com base em sua premissa ampla e no conhecimento do universo abrangente de As Crônicas de Gelo e Fogo, é possível inferir alguns detalhes-chave sobre o enredo deste spin-off específico de Game of Thrones.

O que é a conquista de Aegon Targaryen

No universo ficcional do autor George R. R. Martin, a Conquista de Aegon se refere a uma campanha militar pela qual Aegon I Targaryen conquistou seis dos sete reinos que compõem o continente de Westeros.

Aegon I Targaryen é o ancestral de Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) e da protagonista de A Casa do Dragão, Rhaenyra Targaryen (Emma D’Arcy). Na árvore genealógica dos Targaryen, Aegon é o tataravô do pai de Rhaenyra, o rei Viserys I Targaryen (Paddy Considine).

Presumivelmente, a série planejada pela HBO cobrirá a Conquista de Aegon do início ao fim. Este período é significativo e certamente digno de um programa de TV dedicado.

Afinal, ele viu a introdução de vários marcos da franquia que os fãs existentes de Game of Thrones e A Casa do Dragão já conhecem e amam.

Ajudando Aegon I Targaryen em sua campanha para conquistar a maior parte de Westeros estavam suas esposas (e irmãs) Visenya e Rhaenys, bem como seus três dragões: Balerion, Meraxes e Vhagar.

Os fãs da franquia Game of Thrones provavelmente já ouviram esses nomes antes. Balerion já está morto no início de A Casa do Dragão, mas seu crânio gigantesco serve como um importante monumento Targaryen.

Meraxes é a mais obscura dos três, referenciado em alguns episódios de Game of Thrones, mas nunca na tela em nenhuma capacidade.

Vhagar, no entanto, está viva em A Casa do Dragão, e se torna a montaria Aemond Targaryen (Ewan Mitchell). Presumivelmente, esta série futura sobre a Conquista de Aegon contará a história de como cada um desses três dragões se tornou lendário.

Notavelmente, na conclusão da Conquista de Aegon, o recém-coroado rei de seis dos sete reinos de Westeros encomenda o icônico Trono de Ferro para ser construído com espadas de seus inimigos conquistados. Notavelmente, o reino do sul de Dorne conseguiu resistir a ser conquistado, o que sem dúvida fará uma história intensa na série.

A conclusão da Conquista de Aegon é até referida como 1 AC e serve como algo semelhante ao ano 1 DC para o universo de Game of Thrones. Não é surpresa, então, que a HBO planeje trazer esse conflito à vida, dado seu papel fundamental no cânone da franquia.

Ainda não há data de estreia para a série sobre a Conquista. Enquanto isso, Game of Thrones e A Casa do Dragão estão disponíveis no HBO Max.

Equipe: Bombou-Brasil

Fonte: Observatório do Cinema

**Atenção**
Caso, não concorde ou não queira, que o conteúdo da fonte seja replicado nesse site. Entre em contato com faleconosco@bomboubrasil.com e solicite a retirada – Sua solicitação será atendida em ate 48 horas úteis.


Compartilhe nas suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *