#TV & FAMOSOS

Confira a audiência da estreia de “Paraíso Tropical” no “Vale a Pena Ver de Novo”

Compartilhe nas suas redes sociais

Durante esta semana, a trama dividirá o horário das 17h com os momentos finais de “Mulheres Apaixonadas”.

Com doses certas de drama, comédia, romance e vingança, “Paraíso Tropical” é a aposta da TV Globo para manter segurar a atenção do público que acompanha o “Vale a Pena Ver de Novo”. Segundo dados prévios obtidos pelo O Planeta TV, a estreia do folhetim na tarde desta segunda-feira (27/11), das 17h13 às 17h33, marcou 13,1 pontos de média em São Paulo, principal capital do mercado de televisão do Brasil. Cada ponto equivale 76.953 domicílios sintonizados na capital paulista.

O primeiro capítulo de “Paraíso Tropical” passou longe do ibope do capítulo de apresentação de fenômenos do Vale a Pena Ver de Novo nos últimos anos. Na verdade, foi a pior estreia da faixa desde Cordel Encantado (13,7 pontos), em janeiro de 2019.

Veja abaixo os índices dos primeiros capítulos da faixa de reprises da Globo nos últimos três anos:

  • [2019] Cordel Encantado – 13,7
  • [2019] Por Amor – 18,9
  • [2019] Avenida Brasil – 23,0
  • [2020] Eta Mundo Bom! – 22,6
  • [2020] Laços de Família – 21,7
  • [2021] Ti Ti Ti – 18,6
  • [2021] O Clone – 17,3
  • [2022] A Favorita – 16,8
  • [2022] O Rei do Gado – 15,9
  • [2023] Mulheres Apaixonadas – 18,8
  • [2023] Paraíso Tropical – 13,1

A expectativa é de que a reapresentação de “Paraíso Tropical” seja levada ao ar até junho de 2024, totalizando cerca de 140 capítulos.

A História

A trama de Gilberto Braga Ricardo Linhares, ambientada em Copacabana (RJ), gira em torno do conflito entre as gêmeas Paula, a boa, e Taís, a má, vividas por Alessandra Negrini. A mau-caráter Taís tenta destruir a relação amorosa da irmã com o íntegro Daniel (Fabio Assunção), executivo no mesmo grupo empresarial em que trabalha Olavo (Wagner Moura). Esse, por sua vez, faz de tudo para impedir que Daniel suceda o poderoso Antenor Cavalcanti (Tony Ramos), seu tio, na presidência da empresa. Ardiloso, Olavo sabe da preferência de Antenor por Daniel e tenta difamar a reputação do concorrente, mostrando-se capaz de tudo, até de matar, para alcançar seu objetivo.

Além do Rio de Janeiro, a história se passa, inicialmente, na cidade fictícia de Marapuã, na Bahia. É lá onde vive Amélia (Susana Vieira), dona do bordel mais famoso da região, e mãe da doce e honesta Paula (Alessandra Negrini), a gerente de uma pousada em Pedra Bonita, cidade próxima a Marapuã.

Os problemas de saúde de Amélia levam Paula à cidade onde também, coincidentemente, está Daniel (Fábio Assunção), o diretor-executivo do Grupo Cavalcanti, um dos mais fortes do país, fundado e presidido pelo empresário Antenor Cavalcanti (Tony Ramos). A empresa tem interesse em construir um resort na região, mas o prostíbulo de Amélia fica exatamente no terreno onde seria erguido o empreendimento, o que gera um embate entre Daniel e a mãe de Paula.

Um acidente em alto-mar coloca Paula e Daniel frente a frente. Uma tempestade deixa Daniel em apuros enquanto pratica windsurf e Paula, que volta para casa de lancha, consegue socorrê-lo. Sem condições de voltar, os dois se abrigam na cabana de uma ilha desabitada, e desse encontro surge uma arrebatadora história de amor, recheada de intrigas, mistérios e emoções.

“Paraíso Tropical” tem autoria de Gilberto Braga e Ricardo Linhares, com colaboração de Ângela Carneiro, João Ximenes Braga, Maria Helena Nascimento, Nelson Nadotti, Sérgio Marques, Rosa Maria e Marília Garcia. A novela tem direção de núcleo de Dennis Carvalho, direção-geral de Dennis Carvalho e José Luiz Villamarim e direção de Amora Mautner, Maria de Médicis e Cristiano Marques. A previsão de estreia é em dezembro.

Fonte: O PlanetaTV


Compartilhe nas suas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *